Visão Geral

Mais do que uma plataforma de e-commerce, a Westwing tem como sua missão inspirar as pessoas a descobrirem mais beleza no seu viver. Buscamos realizar essa missão através do nosso modelo de negócios de shoppable magazine, que proporciona experiência de compra que acreditamos ser única, agradável e divertida no varejo online, como também serve de inspiração e referência de decoração e estilo para os nossos clientes.  

Somos uma marca com aproximadamente 9 milhões de usuários cadastrados, que visitam nossas plataformas e redes sociais em busca oportunidades de compras de produtos concentrados em ambiente focado em oferecer variedade e curadoria que têm como objetivo proporcionar qualidade na experiência de compra e nos produtos oferecidos. No terceiro trimestre de 2020, tivemos uma média de aproximadamente 728 mil visitantes únicos mensais (“Monthly Unique Users”) em nossas plataformas, que incluem tanto o website quanto o aplicativo, sendo que 87% dos nossos clientes são mulheres. Em setembro de 2020, contávamos com mais de 1 milhão de seguidores em nosso perfil do Instagram (sendo a marca mais ativa e com maior quantidade de conteúdo, atingindo aproximadamente 38,7 milhões de impressões1), 27,3 milhões de consumidores2, quase 2 milhões de fãs na nossa página do Facebook3 e mais de 11 milhões de acessos ao nosso perfil no Pinterest4. 

Hoje já somos referência no segmento de Casa e Decoração e temos ampliado a nossa atuação, focando cada vez mais em lifestyle, incluindo categorias como moda, cosméticos, ingredientes premium, produtos infantis, etc., que representaram aproximadamente 13% do nosso Gross Merchandise Value (GMV) no período de nove meses encerrado em 30 de setembro de 2020 (contra aproximadamente 3% no exercício social findo em 31 de dezembro de 2017).  

Breve Histórico

A Westwing Brasil foi fundada em 2011 como subsidiária de uma multinacional alemã de mesmo nome que, além do Brasil, estabeleceu operações em vários países da Europa e Ásia. Após um período de rápida expansão de 2012 até 2016 (em que crescemos, em termos de GMV, em média 34% a.a.), passamos a contar com menos investimentos dos nossos antigos controladores, que decidiram focar seus recursos no mercado europeu. Essa retração de investimentos, principalmente nas áreas de tecnologia da informação e marketing, resultou em uma desaceleração do nosso crescimento até o ano de 2018, quando nos tornamos totalmente independentes do grupo alemão, após um management buyout patrocinado pelo Axxon Group. Desde então temos investido fortemente no nosso crescimento. Os primeiros resultados desses investimentos começaram a aparecer já no segundo semestre de 2019 (no período de agosto a dezembro de 2019, o GMV do ecossistema Westwing5 cresceu aproximadamente 17% em relação ao mesmo período do ano anterior) e aceleraram em 2020 (crescimento ano a ano de aproximadamente 23% no 1º trimestre, aproximadamente 104% no 2º trimestre e aproximadamente 129% no 3º trimestre). 

Enquanto o varejo físico conta com uma grande parcela de suas vendas baseadas em “descoberta e inspiração (impulso)”, empresas tradicionais de e-commerce estão primordialmente focadas em compras por necessidade e busca (“need and search”). Nosso modelo visa a replicar digitalmente a experiência prazerosa do “window shopping”, tal como proporcionado pelos shoppings centers e lojas especializadas, nas quais o consumidor observa as vitrines e mercadorias por lazer e não necessariamente com a intenção de compra. 

Estamos posicionados no atraente mercado de lifestyle e que acreditamos estar se movendo rapidamente para o universo digital. Nosso ecossistema consiste primordialmente em três modelos de venda: 

  • Westwing Club: Sem a tradicional “barra de busca”, o Westwing Club funciona como um catálogo vivo, acessado pelos clientes através de um website e aplicativo que desenvolvemos internamente, e que se renova todos os dias com campanhas de curta-duração (com média de 4 a 5 dias). Através dessas campanhas diárias, com sortimento amplo e inédito (no período de nove meses encerrado em 30 de setembro de 2020 contava com aproximadamente 14 mil produtos em média por semana, dos quais cerca de 40% eram inéditos), que passam 100% pela curadoria dos nossos designers, proporcionamos aos nossos clientes uma dose de inspiração diária, que instiga um sentimento de encantamento e oportunidade, resultando em um nível de engajamento6 altíssimo.  
  • WestwingNow: Inauguramos o WestwingNow, que consiste em site e aplicativos complementares ao Westwing Club, em março de 2020, com o objetivo de proporcionar aos nossos clientes uma “experiência de compra Westwing” também quando estão buscando artigos específicos e motivados por uma necessidade imediata. Seu funcionamento é parecido com o de um e-commerce tradicional, com “barra de busca”, mas o catálogo de produtos é apresentado de forma ambientada, gerando o que acreditamos ser uma experiência de navegação agradável e diferenciada. Este novo canal tem se mostrado muito eficiente para o desenvolvimento de cross-selling, monetizando clientes ativos e não ativos que entraram no ecossistema Westwing através do Westwing Club, mas que estão buscando fazer compras mais racionais, proporcionando um aumento na frequência de compra e “share of wallet7”. 
  • Galerias: Além dos nossos canais digitais, contamos com uma Galeria de 350 m2 localizada na Vila Madalena, na cidade de São Paulo. A nossa Galeria possui três funções-chave: (i) potencializar vendas através de produtos em estoque e com estratégia de vendas utilizando a estante virtual dos canais do Westwing Club e do WestwingNow8, (ii) aumentar a exposição da marca Westwing elevando a nossa eficiência de marketing, e (iii) aprofundar o relacionamento com os nossos clientes na cidade de São Paulo, nosso maior mercado. Além da nossa Galeria, na segunda metade de 2020 foram lançados 2 quiosques temporários nos shoppings Pátio Higienópolis e Morumbi, fortalecendo nosso brand awareness.  

Organograma